terça-feira, 2 de maio de 2017

O ZEN E O KRAUT ROCK

COMPOSTA POR AUDACIOSOS ATIVISTAS MUSICAIS, A BANDA ALEMÃ CAN TRAZ  EM SUAS COMPOSIÇÕES  ESPONTÂNEAS DO FINAL  DOS ANOS 60 E INÍCIO DOS ANOS 70  O VERDADEIRO SIGNIFICADO DE UMA BANDA MODERNA, PERMANECENDO TÃO FRESCAS E VIVAS COMO ERAM HÁ 40  ANOS.
 * Por Amyr Cantusio Jr.

O Zen na música experimental erudita foi inserido por John Cage e Stockhausen. Isto se alastrou no rock progressivo alemão e no Kraut. A ideia para refletir em palavras o que não pode ser dito é a seguinte:

1- Quase todos os discos de bandas como FAUST, Can e Popol Vuh foram gravados sem overdubs, ao vivo em estúdio, improvisados. São raras músicas que passam por uma prévia, tratamentos e overdubs.

2- O espírito do Zen na música é: Faça acontecer aqui e agora, neste momento. Pois não há futuro nem passado. A intuição e a sutilidade das vibrações do momento é que ditam os rumos.

3- Tanto Stockhausen quanto Cage fizeram o mesmo.

Ontem com a calma que é requerida, altas horas da noite peguei o TAGO MAGO (Can) para re-ouvir. Sem aspecto intelectual. Somente ouvir, mesmo que para mim, como músico, haja uma análise subjetiva, tento “não analisar”.


Neste disco você nota um MINIMALISMO absoluto nas faixas 2 e 3, onde a BATERIA mantém um discurso constante com o baixo, ao longo de 20 minutos ou mais. As músicas tem 1 acorde somente!! Uma hipnose metafísica constante.

Tem que se considerar o espírito da época: fizeram 'chapados' por drogas e um momento onde não havia regra alguma ou imposição, seja cultural ou social. Estavam ali fazendo fluir por gosto. E, quando você OUVE tem que estar no espírito ou se CHOCA. Se começar a analisar a música vai romper com a proposta deles. Damo (vocalista) balbucia frases e palavras sem nexo algum... Ao espírito do Zen.

Isto é o ZEN. O acaso, o instante, o momento, a fluidez. Pink Floyd, em seu momento mais significativo nos álbuns LIVE AT POMPEIL e UMMAGUMMA fez isto... Outras bandas como Tangerine Dream ou músicos como Klaus Schulzeidem.

Explicando ainda que jamais se poderá repetir a mesma música da mesma maneira com os mesmos efeitos, o que além de idiota, seria impossível, pois cada momento tem sua própria vibração. Este é o espírito em que realizo muitas das obras musicais do ALPHA III, em especial as ELETRÔNICAS e EXPERIMENTAIS. Então, COVER não existe.

Querer imitar ou copiar é impossível. Na mente obtusa pode-se achar que fazem igual, mas não o fazem. 

Para terminar, o Choan do Pensamento Zen: “A água do Rio nunca é a mesma”.


SAIBA MAIS SOBRE DAMO SUZUKI:
______________________
*Amyr Cantusio Jr. é músico piano, teclados e sintetizadores) compositor, produtor, arranjador, programador de sintetizadores, teósofo, psicanalista ambiental, historiador de música formado pela extensão universitária da Unicamp e colaborador da Revista Keyboard Brasil.





2 comentários:

  1. I read your blog that's very nice. thank you for posting this....
    Complete Set of Desktop on Rent

    ResponderExcluir
  2. I feel happy with your comment. Thank you so much Ram. Hugs from Brazil.

    ResponderExcluir